A Fisioterapia na Hidrocefalia
A palavra hidrocefalia vem do grego e significa “água na cabeça”.  A principal causa desta patologia tem sido a prematuridade dos recém nascidos. Os sinais e sintomas são bastante aparentes, o aumento do tamanho da cabeça  é o mais notável e por muitas vezes em proporções graves.
A hidrocefalia atinge cerca de uma em cada 500 crianças nascidas. Não há nenhuma maneira para prevenir ou curar a Hidrocefalia. Atualmente, o tratamento mais utilizado é a inserção cirúrgica de uma válvula quando necessário e o tratamento fisioterapêutico.
Fisioterapia Neuropediátrica tem alcançado sucesso na reabilitação, de acordo com as capacidades e limites de cada paciente.
O tratamento na hidrocefalia tem como objetivo:
– Trabalhar o atraso do desenvolvimento;
– Ganhar controle de cabeça e tronco;
– Fortalecimento de membros inferiores e superiores;
– Ganho de marcha;

 

E também visa a prevenção de:
– Contratura da musculatura;
– Problemas respiratórios;
– E outras complicações.

Alana Haddad, formada em Fisioterapia pela Universidade Veiga de Almeida, Pós-Graduanda em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal. Possui Certificação no Protocolo PediaSuit. Atende bebês e crianças com Alterações Neuropsicomotoras em consultório e domicílio. Realiza atendimentos sociais em uma Entidade Filantrópica situada na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Consultório: Tijuca – Rio de Janeiro | Domicílio

Contato: (21) 981212815 | alanahaddad@hotmail.com