Técnicas de massagens em bebês

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Há muito tempo tem sido estudado o ato de tocar nos recém nascidos, sendo o toque elemento fundamental para o desenvolvimento humano. Desde a vida intra-uterina podemos perceber o bem estar físico, emocional provocado no bebê. A forma e a qualidade do toque podem gerar experiências positivas durante todo o desenvolvimento infantil.

Através do médico francês Frederich Leboyer ficou conhecida a Shantala, que é uma massagem para bebês. Aproximadamente em 1975, o médico francês percorrendo a Índia, espantou-se ao ver, ao nascer e ao pôr-do-sol, mães sentadas com os bebês sobre as pernas e massageando-os; mas o que o impressionou foi o fato de ver essas mães massagearem seus filhos com uma seqüência sempre igual, independente do lugar da Índia que o mesmo percorresse.

A enfermeira Ruth Rice, que trabalha com prematuros nos EUA, e a própria Eva Reich, pediatra constataram que os recém-nascidos estimulados através do toque da borboleta apresentavam melhor desenvolvimento neurológico e melhores reflexos em relação aos que recebiam atendimento de rotina.

O toque, a massagem em bebês é reconhecida por um canal de comunicação com a criança. Essa rica vivência  sensorial e motora favorece os estímulos táteis e cinestésicos, promovendo a experiência de sensações e de movimentos, fazendo com que o bebê experimente e adquira novas experiências neuropsicomotoras.

Pesquisadores apontam o estabelecimento de uma forte ligação afetiva durante a massagem, promovendo ao bebê conhecimento do corpo, conforto e segurança de modo a favorecer o processo de aprendizagem.

BENEFÍCIOS

São inúmeros os benefícios, desde os fisiológicos que abrangem a estimulação direta dos sistemas músculo-esquelético, nervoso, circulatório e linfático, fortalece o sistema imunológico. Os benefícios são ótimos para as crianças, principalmente as que sofrem com cólicas, a massagem ajuda os corpinhos dos bebês a relaxarem e diminuírem a tensão e o desconforto.

Importante que pais e mães participem desse momento, sendo um meio de comunicação e vínculo afetivo com o bebê. Importante que a massagem faça parte da rotina do bebê em um momento tranquilo e confortável para os pais e a criança e sem sinais clínicos de qualquer sintomatologia (dor, febre, diarréia).

DICAS IMPORTANTES:

– As mãos que irão promover a massagem devem apresentar temperatura agradável, de modo que a criança esteja aquecida e confortável ao toque.

– Para bebês com menos de 2 meses é recomendável massagens bem mais simples como: acariciar levemente a face, braços, pernas e costas do bebê e deslizar as mãos pela barriguinha e peito.

Segundo o cientista americano Ashley Montegu o balanço é superimportante, ele melhora a digestão. “Nos berçários dos hospitais americanos há uma cadeira de balanço para a enfermeira, principalmente em berçários de alto risco.

POR ONDE COMEÇAR:

Antes de começar, lave as mãos, enxugue-as e esfregue-as, isso concentra a energia. Cada movimento é feito com extrema delicadeza. Só há dois lugares em que se exerce certa pressão: na palma das mãos e na sola dos pés, sempre em direção aos dedos.

Segundo a medicina tradicional chinesa, na sola dos pés estão projetados todos os órgãos. Ao ser massageado, automaticamente os órgãos internos também o são. Para os menos crentes nas técnicas orientais, vale lembrar que mãos e pés contêm muitas terminações nervosas.

Mais importante do que a técnica é o modo como é feita. Nada de passar a mão e pronto. Tem de ser uma relação afetuosa, com o adulto olhando atentamente o bebê.

Caso tenha sido um parto difícil, às vezes, o bebê não gosta que se toque a sua cabeça. Neste caso é recomendável que comece a massagem pelas costas.

Um bom horário para massagem seria antes ou depois do banho. Aproveite também o tempo em que a criança estiver na banheira para fazer alguns movimentos adicionais. O ideal é tocar a criança três vezes por dia.

A massagem pode ser feita desde o nascimento, mesmo em prematuros. É importante, no entanto, respeitar os limites da criança. Se ela demonstrar que não quer ser massageada, não force. Apenas toque o campo energético do bebê (ao redor do corpo), dinamizando-o com movimentos circulares. Isso acalma a criança e possibilita que a massagem seja feita logo em seguida.

Sem dúvida as técnicas de massagem, o toque leve e suave utilizado em bebês proporciona benefícios positivos ao desenvolvimento físico, psíquico e social. Ao terminar a massagem, coloque o bebê no colo, como um arco. Por dois minutos, faça movimentos da direita para a esquerda. Isso contribui para uma boa postura e equilíbrio.

[/vc_column_text][vc_separator color=”turquoise”][vc_single_image image=”3155″ style=”vc_box_circle”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Jaqueline Mourão, Terapeuta Ocupacional,  graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Realizo atendimentos em crianças com sequelas neurológicas, síndrome de Down, autismo e atraso no desenvolvimento motor, cognitivo, sensorial e dificuldade de aprendizagem que dificulta o desempenho ocupacional na realização das atividades de vida diária.
Durante os atendimentos sou adepta a prática da integração sensorial como técnica de estimulação e desenvolvimento do sistema vestibular, proprioceptivo e sensorial como forma de reduzir as sequelas e os estímulos exacerbados do meio.
Faço parte do Movimento Pró vida, em defesa dos nascituros, da intra e pós uterina, desde a concepção até o nascimento e desenvolvimento do recêm –  nascido.
Estou em constante defesa diante de apresentações e exposições orais da inclusão escolar e como a terapia ocupacional pode e deve colaborar e intervir durante o processo de inclusão escolar.

Contato: (21) 96825-0292

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_raw_html]JTNDZGl2JTIwaWQlM0QlMjJsaXN0YS1iZWJlcy0xMDAzYWQ0ZGFkOTE5N2ZjYmJkZCUyMiUzRSUzQyUyRmRpdiUzRSUwQSUzQ3NjcmlwdCUyMHR5cGUlM0QlMjJ0ZXh0JTJGamF2YXNjcmlwdCUyMiUyMHNyYyUzRCUyMmh0dHBzJTNBJTJGJTJGZDMzNWx1dXB1Z3N5Mi5jbG91ZGZyb250Lm5ldCUyRmpzJTJGcmRzdGF0aW9uLWZvcm1zJTJGc3RhYmxlJTJGcmRzdGF0aW9uLWZvcm1zLm1pbi5qcyUyMiUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUwQSUzQ3NjcmlwdCUyMHR5cGUlM0QlMjJ0ZXh0JTJGamF2YXNjcmlwdCUyMiUzRSUwQSUyMCUyMG5ldyUyMFJEU3RhdGlvbkZvcm1zJTI4JTI3bGlzdGEtYmViZXMtMTAwM2FkNGRhZDkxOTdmY2JiZGQtaHRtbCUyNyUyQyUyMCUyN1VBLTU4NjQzMzkwLTElMjclMjkuY3JlYXRlRm9ybSUyOCUyOSUzQiUwQSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRQ==[/vc_raw_html][/vc_column][/vc_row]